PASSAGEM DEVERIA BAIXAR, E O QUE JÁ FOI PAGO, COMO FICA?

15/02/2019


O governador Doria e o prefeito Covas aumentaram as passagens do metrô, trem e ônibus para R$ 4,30. Prova de que eles não estão preocupados com a população, que já paga caro pelo transporte público. Vivemos uma crise econômica. Para quem está empregado, qualquer  centavo faz falta para pagar aluguel, alimentação e outras despesas. Para os desempregados, o aumento significa nem sair de casa para procurar uma trabalho. . 

Todos contra o aumento!

De acordo com a inflação acumulada, a tarifa do ônibus, que era de R$ 0,50 em julho de 1994, deveria ser de R$ 2,80 hoje. A passagem do metrô era de R$ 0,60 em 1994 e, seguindo o mesmo critério, custaria um pouco mais que R$ 2,80. Se houvesse subsídio, as passagens seriam menores ainda. Em vez de aumentar ainda mais, as passagens deveriam baixar!  


Tarifas de ônibus semiurbanos da ANTT aumentam no próximo dia 24


Publicado em 15 de fevereiro de 2019

 A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) publicou nesta sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019, no Diário Oficial da União, a Deliberação 197 que autoriza o reajuste de 5,23% nas tarifas de ônibus semiurbanos de linhas interestaduais e internacionais operadas por meio de autorização especial.

O aumento entra em vigor a partir de zero hora do dia 24 de fevereiro de 2019.

Ônibus semiurbanos são veículos com características urbanas: possuem portas de embarque-desembarque, catracas, e têm a possibilidade dos passageiros viajarem em pé. No caso da ANTT, no entanto, são veículos que ligam cidades de estados diferentes ou mesmo ultrapassam as fronteiras do país.

As linhas semiurbanas têm extensão de aproximadamente até 75 km.

Pela deliberação 197, as empresas que operam o serviço regular poderão reajustar o coeficiente tarifário em 5,231% "a ser aplicado sobre o coeficiente tarifário vigente dos serviços de transporte rodoviário semiurbano interestadual e internacional de passageiros operados por autorização especial, fixando-o em R$ 0,107569 por passageiro x km - Tipo Único".

Assim, a tarifa total paga pelos passageiros vai variar de acordo com a extensão das linhas.