GOVERNO PAULISTA ANUNCIA 11 POLOS DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

25/05/2019

Doria anuncia criação de 11 polos de desenvolvimento industrial no estado

Segundo o governador de São Paulo, medidas são para apoiar empresas que já estão no estado, sem risco de guerra fiscal ou conflito com agenda liberal

Por Da redação com Estadão

Doria: governador de SP destacou posição "totalmente favorável" a medidas federais de simplificação tributária (Adriano Machado/Reuters)

São Paulo - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira, 23, a criação de 11 polos de desenvolvimento econômico para a indústria. Segundo ele, as medidas anunciadas são no conjunto para apoiar empresas que já estão em São Paulo.

"Em financiamento, teremos linha da Desenvolve-SP e facilitaremos demanda junto ao BNDES", afirmou o governador, durante anúncio no começo da tarde desta quinta-feira.

Doria destacou posição "totalmente favorável" a medidas federais de simplificação tributária e unificação de impostos no âmbito de uma reforma tributária.

"São Paulo não precisa de guerra fiscal para atrair investidores internacionais", afirmou. "Não fazemos, não faremos e não admitimos guerra fiscal", disse o governador.

Ele também afirmou que as empresas anunciaram investimentos em São Paulo, mesmo antes da aprovação da reforma da Previdência. "Que virá", garantiu.

A Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, negou que o anúncio tenha qualquer conflito com a plataforma liberal do governo:

"A atuação dos polos é para identificar falhas de mercado e atuar nas falhas de governo", comentou.

Veja quais são os pilares do programa:

- Simplificação Tributária e Regulatória

- Financiamento Competitivo - voltado ao adensamento da cadeia produtiva

- Tecnologia e Inovação

- Qualificação de mão de obra

- Infraestrutura e serviços

- Ambiente de negócios & Desburocratização - fast track de licenças e permissões, One Stop Shop

E veja quais são os polos contemplados:

1. Agritech, Aeroespacial, Serviços Tecnológicos: Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto

2. Alimentos e Bebidas: Marília, Bauru, São Carlos, Barretos, São Paulo e Região Metropolitana, Piracicaba, Campinas

3. Automotivo: Sorocaba, Campinas, Piracicaba, ABC, Alto Tietê, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba

4. Biocombustíveis: Barretos, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente

5. Couro e Calçados: Franca, Bauru, Araçatuba

6. Derivados de Petróleo e Petroquímico: Baixada Santista, Piracicaba, Bauru, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba

7. Eco Florestal: Vale do Ribeira

8. Metal-metalúrgico, Máquinas e Equipamentos: Ribeirão Preto, Central, Piracicaba, Sorocaba, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba

9. Químico, Borracha e Plástico: Baixada Santista, São Paulo e Região Metropolitana, Campinas, ABC, Alto Tietê, Vale do Paraíba

10. Saúde e Farma: Ribeirão Preto, Campinas, São Paulo e Região Metropolitana, Alto Tietê

11. Têxtil, Vestuário e Acessórios: São Carlos, Itapetininga, Sorocaba, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba