Concessões do Governador João Agripino da Costa Doria Júnior

18/02/2019

Doria anuncia concessão de 1.200 km de rodovias de SP à iniciativa privada

Serão R$ 9 bilhões de investimento em 30 anos. As rodovias passam por 62 municípios, entre as cidades de Piracicaba e Panorama, próxima à divisa com Mato Grosso do Sul.

Por Gabriela Gonçalves

15/02/2019 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, nesta sexta-feira (15), a concessão de 1.201 km de rodovias estaduais, sendo 417 km duplicados, o maior lote único já licitado pelo estado. Serão R$ 9 bilhões de investimentos em 30 anos de concessão.

Desses 1.201 km, 983 km são estaduais e 218 km são administrados pela Centrovias desde 1998. O contrato com a empresa vence neste ano e as rodovias a cargo da empresa entram no lote da licitação anunciada nesta sexta.

A empresa que assumir deverá reduzir em até 20% o valor dos pedágios cobrado pela Centrovias, em média R$ 10,40.

As rodovias passam por 62 municípios, entre as cidades de Piracicaba e Panorama, próxima à divisa com Mato Grosso do Sul.

De acordo com o anúncio, os usuários que utilizarem o sistema eletrônico de pagamento de pedágio terão 5% de desconto adicional na tarifa.

A nova licitação prevê:

  • Tarifa flexível por fidelidade;
  • Sistema Ponto a Ponto;
  • Carbono Zero: compensação de emissões de gás carbônico decorrentes da operação;
  • Iluminação solar.

Tarifa flexível e Ponto a Ponto

O governo quer implantar a tarifa flexível para que usuários frequentes das rodovias tenham descontos progressivos. Também estudam implantar o sistema "ponto a ponto", no qual os motoristas pagam pelo trecho percorrido e não por toda a rodovia.

"A tarifa flexível tem um teto, portanto, ela não pode aumentar em nenhuma hipótese, sob nenhuma alegação. Ela pode ser apenas reduzida", afirmou o governador.

Atualmente, a tarifa cobrada é de R$ 10,40, segundo o governo.

"Ela pode ser reduzida por períodos a serem determinados. Podem ser períodos de um dia, dois dias, permanentemente, uma temporada de verão, temporada fora do horário de pico, mas em hipótese alguma pode ultrapassar", afirmou Doria.

Licitação

Segundo o anúncio, será aberta nesta segunda-feira (18) a consulta pública da concessão. Em maio, deve ser publicado o edital e a abertura dos envelopes até setembro. O critério para seleção da empresa é o valor da outorga. A estimativa é a de que a operação começa em novembro.