Volkswagen continua negociação com sindicato para encerrar greve no ABC

 Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a Volkswagen continuam em negociação para pôr fim à greve iniciada na semana passada. Em assembleia na manhã de hoje (14), os trabalhadores da unidade Anchieta, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, decidiram manter a paralisação. Os funcionários querem a readmissão dos 800 demitidos pela montadora no final do ano passado.


A empresa e o sindicato devem voltar a se reunir ao longo da semana em busca de solução para o impasse. “Nosso foco, em primeiro lugar, é a recontratação dos trabalhadores. Não vamos iniciar um debate e construir proposta enquanto a empresa não aceitar reverter as 800 demissões”, enfatizou o secretário–geral do sindicato, Wagner Santana.

A montadora disse que está aberta ao diálogo e busca uma solução que garanta a sustentabilidade financeira da unidade de São Bernardo. “Sempre aberta ao diálogo e na busca de uma solução balanceada, a companhia confirma que retomou ontem  n (13) as reuniões com a entidade que representa os trabalhadores com vistas a estabelecer condições para um futuro sólido e sustentável para a Unidade Anchieta”, informa a nota divulgada na manhã de hoje (14).

No total, a fábrica emprega 13 mil funcionários. Desde o ano passado, a Volkswagen adota medidas como férias coletivas e suspensão temporária de contrato de trabalho – lay-off – na fábrica. Segundo a Volkswagen, o cenário de retração da indústria automobilística no país nos últimos dois anos e o aumento da concorrência impactaram os resultados da empresa. 



Fonte: Daniel Mello/Agência Brasil - 14/01/2015