Trabalhadores de Padaria reclamam de jornada exaustiva de trabalho em Itajaí/SC

 
 
 
Com a chegada do final do ano e a aproximação da temporada de verão, os trabalhadores em panificadoras acabam trabalhando mais que o normal.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com o homologador da Casa do Trabalhador, Juliano Rogge, as maiores reclamações são que os funcionários trabalham em sem intervalo.

"As denúncias que chegam até nós é que os trabalhadores não tem intervalo de no mínimo 1h, trabalhando em regime de escravidão", adiantou Rogge.

Por isso, esses trabalhadores devem ficar atentos:

É lei:

- Jornada superior a 44h semanais acarreta hora extra;
- Intervalo de no mínimo 1h entre a jornada;
- É lei respeitar a parada de 11h entre as jornadas;
- Direito de uma folga durante a semana.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Itajaí e Região orienta aos trabalhadores que estiverem se sentindo lesados, para que procurem a entidade. Será feita uma denúncia formal no Ministério Público e Ministério do Trabalho. 



Fonte: Assessoria de imprensa da Força Sindical-SC - 10/12/2014