Sintetel recusa proposta de reajuste das empresas de teleatendimento

Sintetel recusa proposta de reajuste das empresas de teleatendimento

O Sintetel recusou mais uma vez a proposta para a Convenção Coletiva 2015 apresentada pelas empresas de teleatendimento na última reunião, realizada em 11 de novembro. Essa foi a terceira rodada de negociação e, até agora, só esmola! 

Os patrões ofereceram reajuste do piso salarial igual ao INPC (inflação) do período. Isso significa que a proposta da empresa sequer chega ao salário mínimo previsto para o próximo ano. 

Para as demais cláusulas econômicas, querem dar menos que a inflação. 

Essa proposta é um descaso!  

As empresas lucram com nosso suor. Mas, na hora de retribuir, oferecem migalhas.  

O Sindicato deixou claro que a proposta é inaceitável e reafirmou na mesa de negociações as reivindicações dos trabalhadores. 

As bandeiras de luta são:                                                                

? aumento real no piso salarial e nos demais salários
? VR decente
? Avançar no auxílio creche/babá
? Coibir assédio moral e sexual
? Negociação dos critérios da remuneração variável de forma transparente e objetiva
? Ajuste na cláusula de atestado médico que atenda todas as demandas atuais 

A próxima reunião está marcada para 26 de novembro. 

Estamos começando a achar que as empresas só irão nos dar o devido valor se ficarmos de braços cruzados. E você, o que pensa sobre isso?

MANTENHA-SE MOBILIZADO! 

Ou as empresas acordam, ou partiremos para outro tipo de ação! 



Fonte: Sintetel - 14/11/2014