Sindicato dos Motoristas derruba PL que acabava com os cobradores de ônibus de SP

Sindicato dos Motoristas derruba PL que acabava com os cobradores de ônibus de SP

08/04/2015

O Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de SP,  entidade filiada a União Geral dos Trabalhadores (UGT) realizou, na tarde desta terça-feira (7), uma grande manifestação em repúdio a tentativa nefasta dos vereadores paulistanos de extinguir os cobradores dos ônibus da cidade e anunciou que uma liminar derrubou o Projeto de Lei, que os parlamentares haviam votado.

O ato que reuniu centenas de trabalhadores do transporte urbano,  mas também de outras categorias como os Padeiros e Comerciários, iniciou na frente do prédio do Sindicato,  na região da Liberdade e percorreu as ruas do centro de São Paulo  até a frente da Câmara Municipal.

"Assim que o Sindicato soube que os vereadores aprovaram, na calada da noite, um projeto que iria gerar desemprego para 24 mil pais e mães de família,  imediatamente entramos com uma liminar e conseguimos derrubar  esta lei que traiu a classe trabalhadora", explica Valdevan Noventa,  presidente do Sindicato dos Motoristas. No final do ato, o presidente Noventa entregou a pauta de reivindicações da categoria ao vereador Abou Anni (PV), único parlamentar a votar contra o Projeto de Lei (PL) 384/2014, que previa a realocação dos cobradores,  requalificando-os para outros cargos, caso as empresas pretendessem.

A aprovação do PL aconteceu na noite do dia 18 para o dia 19 de dezembro, por 36 votos favoráveis.

"Senhor secretário Jilmar Tatto,  é preciso respeitar nossa categoria. Se tentar mexer novamente com os cobradores, não é o que queremos, mas a cidade vai parar", conclui Noventa.