Com o crescimento das cidades vem também o perigo da poluição e destruição do meio ambiente.

Com o crescimento das cidades vem também o perigo da poluição e destruição do meio ambiente.

Do G1 Santarém

O pagamento da 1ª parcela do 13º salário do setor privado deve injetar R$ 32,6 milhões na economia de Santarém, oeste do Pará. De acordo com o economista José de Lima, isso representa 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do município. A primeira parcela deve ser paga até o dia 30 de novembro, e a segunda até 20 de dezembro.

Lima esclarece que a maioria dos servidores públicos, tanto estaduais como municipais, já receberam o pagamento da primeira parcela no mês de julho, injetando R$ 17 milhões na economia da cidade. “O município gastou seis milhões e seiscentos mil com a primeira parcela do décimo em julho. O estado, que tem 15.500 funcionários aqui [Santarém], só policiais são quase quatro mil, gastou na primeira parcela quase dez milhões e quatrocentos mil. O maior de tudo é da iniciativa privada com 42.500 funcionários com carteira assinada em sua totalidade”.

 


Os recursos devem aquecer as vendas no comércio. “Existe uma expectativa tanto dos lojistas, quanto daqueles que recebem essa parcela, já que as empresas pagam de duas vezes. Faz parte, na verdade, uma expectativa em todo decorrer do ano, pensando nos produtos, atendimentos, em tudo que atraia os clientes a fazerem seus gastos nesta data do ano”, afirma o diretor do Sindicato do Comércio Lojista (Sindilojas), Bena Santana.Segundo o economista, a primeira parcela normalmente é utilizada para quitar débitos, e a segunda é utilizada para as compras tradicionais de fim de ano.

R$ 3,2 bilhões no Pará
O pagamento do 13º salário deve injetar na economia paraense cerca de R$ 3,2 bilhões, de acordo com estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) divulgada nesta terça-feira (4), representando 2,9% do PIB atual. Em relação ao montante de 13º salário pago em todo o Pará no ano passado, houve aumento de 17,75%, já quem em 2013 foram injetados cerca de R$ 2,8 bilhões de reais.

R$ 158 bilhões no Brasil
Em todo o país, o 13º salário deve movimentar a economia em R$ 158 bilhões, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O valor chega a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e riquezas produzidos no Brasil. A previsão do Dieese para o fim de 2013 foi de R$ 143 bilhões. A expectativa deste ano é de que 84,7 milhões de brasileiros recebam, em média, R$ 1.774.

tópicos: