Ruas e avenidas de Sorocaba vão ganhar 30 novos radares em 2015

Ruas e avenidas de Sorocaba vão ganhar 30 novos radares em 2015

14/12/2014 08h00 - Atualizado em 14/12/2014 08h00

Objetivo da Urbes é diminuir número de acidentes na cidade.

Em 2014, 59 mil multas foram aplicadas por excesso de velocidade.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí

Até fevereiro de 2015, as ruas e avenidas deSorocaba (SP) vão ganhar 30 novos radares de controle de velocidade e de avanço do sinal vermelho. Segundo a Urbes, empresa que administra o trânsito na cidade, o objetivo é diminuir o número de acidentes na área urbana.

"Nós estamos derrubando os índices de acidentes em Sorocaba em mais de 20%, e talvez cheguemos a 40% até o fim do ano. Então, está provado que, se você conseguir controlar a velocidade do condutor, você consegue, cada vez mais, diminuir esse índice. Por isso um aumento de 30 pontos do que a gente tem hoje para o que vamos ter no início de 2015", explica o diretor da Urbes, Renato Gianolla.

Os locais de instalação serão definidos até o final de dezembro, após a conclusão de estudos técnicos que devem apontar os pontos com maior número de acidentes. A pesquisa é exigida por lei pelo Conselho Nacional de Trânsito e deve justificar a necessidade de instalação dos equipamentos. Atualmente, há 130 radares funcionando em Sorocaba.

Após a definição dos novos locais, a empresa que venceu a licitação deve instalar os radares em até dois meses. A lei que exigia que os postes onde ficam as máquinas fossem pintados de amarelo foi revogada há dois anos. A única exigência é uma placa próxima aos radares indicando a velocidade máxima permitida.

A administradora de empresas Fernanda Pinese mudou de bairro e não percebeu que havia um radar instalado em uma avenida por onde passa todos os dias. Quando as multas chegaram, ela já havia perdido a carteira de habilitação por excesso de pontos. "Na correria, eu não vejo, acabo passando reto. A gente acaba se distraindo, não sabendo onde tem os radares, e depois, recebe as multas e leva um susto", conta Fernanda.

Em 2013, foram registradas 77 mil multas. Este ano, foram 59 mil - um total de R$ 5,5 milhões em autuações que, segundo a Urbes, é reinvestido no trânsito. "Se a pessoa andar na velocidade compatível com a via, não há nenhuma autuação, quer dizer, o radar não pega, não flagra quem não fez a infração", diz Gianolla.

Radares não precisam mais ser pintados de amarelo (Foto: Reprodução/TV Tem)