Região de Campinas tem 2,5 milhões de entregas paradas nos Correios

Região de Campinas tem 2,5 milhões de entregas paradas nos Correios

Dois milhões e meio de correspondências estão paradas nos centros de distribuição dos Correios na região de Campinas (SP), segundo o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios. Cerca de 1,5 milhão estão na central que fica em Valinhos (SP), responsável por 200 municípios.

O motivo seria a falta de concurso público para completar o quadro de funcionários da empresa. O déficit seria de cerca de 2 mil trabalhadores, segundo o sindicato. Na avaliação dos sindicalistas, seriam necessários 1,4 mil carteiros.

“Estamos fazendo duas horas-extras diárias e trabalhando aos sábados e domingos, mesmo assim não estamos dando conta de escoar todas as correspondências”, disse o diretor do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, José Ivaldo da Silva.

Ainda segundo o dirigente sindical, 450 profissionais terceirizados foram demitidos e os cargos não foram preenchidos.

O professor Clóvis Queiroz, de Paulínia (SP), não recebe as contas há semanas. A última havia vencido no dia 20 de dezembro de 2014. “Tudo temos que ficar pedindo pela internet  para pagar”, explica Queiroz.

Moradores das cidades de Indaiatuba (SP), Jaguariúna (SP), Monte Mor (SP), Santa Bárbara d´Oeste e Sumaré (SP) também reclamam da mesma situação. 

A artesã Elisabeth Alves disse que só recebe cartas e contas em casa de 15 em 15 dias. Ela e o marido enviaram um e-mail para a empresa federal. Na resposta, o órgão informa que o atraso está ligado a falta de efetivo.

A Direção de Recursos Humanos dos Correios reconheceu a falta de funcionários. Isso teria ocorrido desde que a Justiça impediu a renovação de trabalhadores de empresas terceirizadas em dezembro de 2014.

Para enfrentar o problema, os Correios disseram que servidores estão sendo remanejados e trabalhando aos finais de semana.A resolução do problema só deve ocorrer após um concurso público ainda neste primeiro semestre.

Segundo o superintendente de gestão de pessoas dos Correios, Afonso Oliveira de Almeida, o déficit na região de Campinas é de 468 profissionais. O órgão vai analisar os dados do déficit para publicar depois o edital do concurso público.Reclamações para o órgão federal de entregas de encomendas podem ser feitas pelo telefone 0800-725-0100. 



Fonte: G1 - 12/02/2015