Redator Francisco Reis - O buraco é mais acima.

Redator Francisco Reis - O buraco é mais acima.

Pois é. Quando a gente pensa que a coisa está feia, descobre que ela é ainda mais feia.

Estou falando sobre importantes empresas que estão envolvidas em escândalos no Brasil.

A cada dia surgi um novo nome, uma nova empresa, uma nova delação e a promessa de que dessa vez será feita a justiça.

Tenho muitas desconfianças na medida em que uma construtora admite que recebeu propina e promete devolver  240 milhões .Oras , fico imaginando o quanto esta construtora não recebeu para oferecer 240 milhões.

Veio-me na mente a precariedade dos hospitais em todo Brasil. Faltam hospitais e os que existem precisam de equipamentos, remédios e médicos. Quantos hospitais poderiam ter sido construídos, ou melhor, equipados com essa verba que foi desviada. Quantas vidas poderiam ter sido salvas.

O Brasil caiu no ranking em termos de educação, faltam escolas, professores, material didático. Quem consegue ir á escola tem um ensino de baixa qualidade. Há pouco tempo vi uma reportagem que metade dos alunos deixaram de ir á escola porque cortaram a merenda. Outra cidade só tem aula se não chover. A escola não tem teto. Quantas vidas serão perdidas  pela falta de educação.

Lembrando de nossas estradas, quantas delas deveriam ser asfaltadas, recapeadas duplicadas, melhor sinalizadas. Quantas estradas poderiam ser melhoradas com essa verba. Quantas vidas deixariam de ser perdidas em acidentes por falta de condições na estrada.

Eu não posso fazer nada contra essa situação. Nem você. Mas juntos podemos mudar o jogo. Podemos e devemos exigir que todos os culpados sejam condenados e presos com penas que os façam refletir, e sem a possibilidade de progressão de pena, e prisão domiciliar, como os envolvidos no mensalão conseguiram.

Uma formiga é inofensiva, mas, ninguém é maluco de colocar a mão no formigueiro.

Se vocês pensarem bem, falei das estradas, de educação e de saúde. Mas no fundo, estou falando de vidas. De seres humanos que morrem porque outros ditos seres humanos acham que podem roubar e se beneficiar com os nossos esforços, com o nosso dinheiro. Não sei precisar ao certo a quantidade. Mas tenho certeza de que cada milhão desviado corresponde a muitas mortes.

Temos que lutar contra isso.

“Revista caminhoneiro”