Quem deixou a capital sentido interior e litoral ontem encontrou trânsito intenso.

Espera por balsa para Ilhabela trava Rio-Santos

Fila de 3 km de extensão levou transtornos a São Sebastião.

 Na Rio-Santos, motoristas enfrentaram lentidão ao longo de 58 km

28 de dezembro de 2013 | 2h 00

 

Reginaldo Pupo, especial para o Estado / São Sebastião - O Estado de S.Paulo

A fila de espera dos turistas para utilizar a balsa para Ilhabela - que demorava até 6 horas - travou ontem ao longo do dia o fluxo na Rodovia Rio-Santos no trecho que corta a cidade. Perto das 15h30 houve briga entre motoristas por um lugar na fila e a PM foi acionada. Às 20h20, a Rio-Santos registrou 58 km de lentidão - entre os km 221 e 205 (Bertioga-São Sebastião) e entre os km 96 e 54 (Ubatuba-Caraguatatuba).

Os agentes de trânsito de São Sebastião não conseguiam organizar o trânsito. Com 3 quilômetros de extensão, a fila passava por várias ruas do centro, Vila Galvão e Vila Amélia, bairros residenciais. A maior dificuldade dos motoristas era descobrir qual era o último veículo.

"Ninguém conseguiu dormir. A fila ficou durante toda a madrugada na minha porta. As pessoas falavam alto, com som no último volume. Cheguei atrasada no trabalho porque só consegui descansar depois das 5 horas", contou a secretária Ana Lúcia Kercher, de 28 anos.

Estradas. Quem deixou a capital sentido interior e litoral ontem encontrou trânsito intenso. Às 13h30, a Imigrantes tinha 18 quilômetros de congestionamento, do km 32 ao km 50, no sentido litoral. Às 18 horas havia 8 km de lentidão na via.

O motorista também encontrou trânsito na Rodovia Cônego Domenico Rangoni, sentido Guarujá, por causa do excesso de veículos, e no Sistema Ayrton Senna-Carvalho Pinto, em razão de acidentes. A Rodovia Padre Manoel da Nóbrega registrou tráfego intenso em direção a Peruíbe e a Dom Paulo Rolim Loureiro (Mogi-Bertioga), no sentido Bertioga.

Em direção ao interior, a movimentação foi tranquila até as 18 horas. O Sistema Anhanguera-Bandeirantes e a Raposo Tavares não apresentaram paradas acima do esperado, segundo as concessionárias. A Castelo Branco teve tráfego lento em direção à capital entre Barueri e São Paulo. Já na Dutra, o excesso de carros e obras deixaram o tráfego lento nos dois sentidos.

Nos aeroportos de São Paulo, a movimentação nos guichês foi intensa, mas a situação operacional foi tranquila, segundo a Infraero e a GRU Airport.

Mais trânsito. Quem vai viajar para o litoral ou interior deve enfrentar trânsito hoje durante todo o dia, segundo as concessionárias das rodovias que saem da capital. Os melhores horários para viajar são antes das 7 horas e após as 22 horas.

No Sistema Anchieta-Imigrantes, a Ecovias prevê tráfego intenso o dia inteiro no sentido litoral. Para o interior, o motorista deve evitar viajar das 7 às 19 horas, no Sistema Anhanguera-Bandeirantes, e das 7 às 15 horas, no Sistema Castelo Branco-Raposo.

As concessionárias esperam congestionamentos na volta dos paulistanos, da manhã do dia 1.º até a madrugada do dia 2.

No dia 1.º, partir da 1h, funcionará no Sistema Anchieta-Imigrantes a Operação Subida, com oito faixas sentido capital e duas para o litoral. No Sistema Anhanguera-Bandeirantes, o trânsito mais intenso deve ocorrer das 15 às 23 horas e no Castelo-Raposo, das 16 às 22 horas.