POR ECONOMIA DE ÁGUA, TJ DE SP CORTA PELA METADE O NÚMERO DE SESSÕES

02/02/2015 13h18 - Atualizado em 02/02/2015 13h18 

Reuniões do Órgão Especial passam a ocorrer quinzenalmente.

Outras medidas adotadas foram aumento de audiências virtuais e vistorias.

 

Do G1 São Paulo

 
 

Depois de ficar sem água por dois dias no mês passado, o Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo mudou a rotina de audiências. As sessões das Câmaras do Órgão Especial foram diminuidas pela metade: em vez de ocorrerem semanalmente, passarão a acontecer quinzenalmente.

Em nota, o presidente do TJ, desembargador José Renato Nalini, pede aos magistrados a “adoção e intensificação das pautas virtuais e o aumento da periodicidade das sessões de julgamento”. “Isso vai gerar economia direta e indireta”, disse o juiz assessor da Presidência, Afonso de Barros Faro Júnior.

Outras medidas adotadas são a instalação de anéis redutores de vazão de torneiras, vistorias para localizar e sanar vazamentos, lançamento de campanha de comunicação interna sobre o consumo consciente e a implementação de programa interno de sustentabilidade.