Pacto da Mobilidade

07 de Novembro de 2013

Guarulhos e Osasco (SP) recebem R$ 769 mi para mobilidade

As cidades de Guarulhos e Osasco foram os novos beneficiados pelo Pacto da Mobilidade nesta quinta-feira (7). Segundo anúncio realizado hoje, com a presença da presidenta Dilma Rousseff, R$ 769 milhões serão investidos em projetos de mobilidade urbana nos dois municípios.

O ministro das Cidades, Aguinaldo Silva, afirmou que o foco do programa PAC Mobilidade é “devolver o tempo para as pessoas, para que elas possam aproveitá-lo com a família, estudando ou descansando”.

E a presidenta Dilma destacou que, além de devolver este precioso tempo, investir na mobilidade é também pensar no bolso do cidadão, que também tem um custo alto com o transporte.  “E mesmo quem não anda de ônibus também tem seu tempo afetado, porque ter mais carros privados nas ruas do que transporte público diminui o fluxo do trânsito”, complementou.


Investimentos


Em Guarulhos, serão investidos R$ 645 milhões para a construção de quatro corredores para transporte público. Uma das obras será o trecho II do Corredor Papa João Paulo I, com recursos de R$ 120 milhões. Este trecho terá 4,1 quilômetros e ligará a Avenida Jacú Pêsssego até o Trevo do Bonsucesso, no Bairro Bonsucesso.


O Corredor João Jamil Zarif, com recursos de R$ 215 milhões, terá seis quilômetros e irá ligar as avenidas Otávio Braga de Mesquita e Estrada Velha Guarulhos Nazaré, nos bairros Taboão e São João. O empreendimento prevê a implantação de três faixas de tráfego por sentido, sendo uma exclusiva ao transporte coletivo, estações de embarque e desembarque e ciclovia.


O governo federal também investirá R$ 100 milhões no Corredor Otávio Braga de Mesquita, um trecho com 2,3 quilômetros que ligará as avenidas João Jamil Zarif e Engenheiro Albert Lemier, em Taboão. O Corredor Paulo Faccini terá um investimento de R$ 210 milhões, com trecho de 3,4 quilômetros entre as avenidas Monteiro Lobato e Suplicy, no bairro Paraventi. Estão previstos ainda R$ 83 milhões para a construção de 1,7 quilômetros de extensão do Corredor Pimentas, o trevo e o terminal do Bonsucesso.


Em Osasco, o investimento será de R$ 124 milhões para a construção do Corredor Visconde Nova Granada e para o estudo de viabilidade para construir o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) às margens do Rodoanel Mario Covas. Já para a implantação do corredor Visconde Nova Granada/S.C. Corinthians Paulista o investimento será de R$ 123 milhões.


Atualmente, o investimento em mobilidade para São Paulo (municípios e Estado) é de R$ 33,66 bilhões no total. Deste total, R$ 5,17 bilhões são do Orçamento Geral da União e R$ 15,9 bilhões são de financiamento ao setor público.

Com informações do Blog do Planalto

(Fotos: Roberto Stuckert Filho/PR)