Os 10 produtos com mais impostos

 

Você sabe o quanto paga de tributos nas compras do dia a dia? Confira a lista dos itens que mais pesam no bolso em função dos impostos

Taís Laporta - iG São Paulo | 27/12/2013 09:00:00

Uma garrafa da tradicional caipirinha brasileira, precificada em torno de R$ 10, poderia custar apenas R$ 3,30, não fossem os 77% de impostos que incidem sobre o produto. Se você comprar um vidro de perfume importado por R$ 100, pagará R$ 78 só de tributos.

Os impostos pagos pelo brasileiro à União, estados e municípios, desde janeiro deste ano, alcançaram a marca de R$ 1,6 trilhão no último sábado (21), de acordo com o impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). 

Veja 10 produtos que possuem acima de 50% em impostos sobre o preço final:

1º: CASACO DE PELE DE VISON: peça de vestuário é campeã em impostos, com 82% de carga tributária.

 

2º: CIGARRO – a cada R$ 100 gastos com cigarros, R$ 80 são apenas de impostos. 

 

3º: PERFUME IMPORTADO – volume de impostos chega a 78% do valor total de um simples vidrinho. 

 

4º: CAIPIRINHA – a tradicional bebida brasileira custa 77% em tributos se comprada pronta. 

 

5º: PLAYSTATION – o video game custa 78% a mais devido à carga tributária. 

 

6º: MOTOCICLETA – Acima de 250cc, a carga tributária do veículo chega a 65%. 

 

7º: CHOPE – 62% do preço total da bebida é pago em impostos pelo brasileiro. 

8º CACHIMBO – 61% é a carga tributária desembolsada pelo consumidor para comprar o produto. 

 

9º: CHAMPANHE – Uma garrafa de espumante de R$ 100 custou nada menos que R$ 59 em impostos. 

 

10º: COSMÉTICOS DE PELE – uma embalagem de creme custa 57% em impostos para a consumidora. 

 

 

Em 2012, a carga tributária bruta do País representou 35,85% do Produto Interno Bruto (PIB), divulgou a Receita Federal na sexta-feira (20). O montante foi levemente maior que em 2011, que registrou impostos de 35,31% do PIB.

Ao comprar um produto, o brasileiro quase sempre desconhece o quanto paga de impostos. Por esse motivo, desde junho as empresas e estabelecimentos de varejo são obrigadas a exibir na nota fiscalo peso de até sete tributos (federais e estaduais), conforme a lei 12.741/2012.