O número de casos de dengue confirmados no estado de São Paulo em 2015 chegou a 222.044,

Segundo boletim divulgado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE). Os dados, reunidos a partir de informações repassadas pelas 645 prefeituras, foram atualizados até o dia 22 de abril.

O número total é a soma de pessoas que contraíram a doença no município onde foi contabilizado, casos autóctones, e as que foram atingidas em outras cidades, casos importados.

As primeiras três semanas do mês de abril tiveram 10.902 novos casos confirmados, de um total de 32472 notificações (suspeitas).

O governo de São Paulo e o governo federal querem acelerar os testes da vacina contra a dengue estudada pelo Instituto Butantan em 13 mil pessoas. Se os testes forem aprovados, a vacina pode ficar disponível em 2016 ou no máximo até 2017.

A vacina, que começou a ser elaborada há dois anos, deu bons resultados em fases anteriores. Os pesquisadores do instituto e da Faculdade de Medicina da USP fizeram a vacina com o vírus da dengue enfraquecido. Ela foi fabricada para combater os quatro tipos de vírus que existem no país em uma única dose.Infográfico detalha como a dengue age no corpo (Foto: G1)

 

Na primeira fase, 50 voluntários foram vacinados e, na segunda fase, 130 pessoas. Os cientistas dizem que os resultados são promissores.

Capital
A Prefeitura de São Paulo diz ter somado 4.436 casos de dengue nas dez primeiras semanas do ano. De 4 de janeiro a 14 de março, 15.789 casos foram notificados e 4.436 foram confirmados. Cerca de 47,5% dos casos estão concentrados na Zona Norte.

O número é três vezes maior do que o registrado em 2014. No mesmo período do ano passado, a cidade teve 4.326 casos notificados e, destes, 1.412 confirmados.