Novo Acordo Coletivo da Claro é aprovado por grande maioria dos votos


Os trabalhadores da Claro aprovaram a proposta de Acordo Coletivo 2013/2015 negociada entre o Sintetel e a empresa. Cerca de 900 trabalhadores participaram em 8 dezembro da maior assembleia já realizada na empresa. 

O reajuste salarial será de 7% para quem ganha até R$ 5.000 e de 6,59% para quem recebe mais do que esse valor. O piso salarial também será reajustado em 7%. Com isso, a grande maioria dos trabalhadores terá aumento real (acima da inflação) nos salários. 

O programa alimentação terá ganho real ainda mais expressivo. O aumento será de 8,67%. Entre os demais itens, os auxílios educação-infantil e educação especial terão reajustes de 6,59%.

É importante lembrar que os aumentos são retroativos a 1º de outubro. As diferenças no salário e no programa alimentação serão depositadas em 23/12/2014. No caso dos demais benefícios, conforme solicitação de reembolso feita pelo trabalhador. 

Fábio Oliveira, diretor do Sintetel e membro da comissão nacional de negociações, foi o responsável por conduzir a assembleia. Junto a ele, estiveram os diretores Milanez e Paulo, os delegados sindicais Miriam e Dermival e os assessores Gabriel e Valtenice. “Explicamos aos trabalhadores que o Sindicato entende que o reajuste salarial deveria ser igual para todos, independente da faixa salarial.  Conseguimos alavancar o valor do programa alimentação que estava defasado há algum tempo”, explica Fábio.

Sindicato conquista a mudança de data-base

Outra importante conquista no novo Acordo é a alteração da data-base. A partir de agora, a Claro faz parte do grupo de operadoras com data-base em 1º de setembro. 



Fonte: Emilio Franco Jr/Sintetel - 10/12/2014