Mais de 80% dos funcionários dos Correios de Ribeirão Preto aderem à paralisação

Cerca de 40 funcionários se concentraram na frente da Unidade da Avenida Brasil. Foto: Daiane Bombarda/Tribuna Impressa

 

 

 

 

Os funcionários da Empres Brasileira de Correios de Ribeirão Preto e das maiores cidades da região paralisaram os serviços nesta quinta-feira (13). Mais de 80% do total dos trabalhadores aderiram à greve que pode comprometer as entregas programadas para até o período do Natal.

Entre as principais reclamações estão o descumprimento do acordo coletivo, o não recebimento da participação nos lucros e o pedido da inversão de horário por causa do forte calor. 

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, Fernanda Romano, a greve começou nas cidades com maior número populacional. "O Sindicato de Ribeirão Preto abrange 92 cidades e normalmente nós conseguimos fazer essa paralisação nos grandes polos. Araraquara, Ribeirão, Catanduva, Bebedouro e Barretos já aderiram", contou.

Outro lado

A assessoria de imprensa dos Correios disse, por meio de nota, que a paralisação afeta apenas parte de 12 municípios da região e que 93% do efetivo da empresa continua trabalhando. Disse ainda que todas as agências estão abertas com os serviços de entregas de cartas e encomendas seguindo na normalidade. A empresa também ressaltou que os funcionários que realizam tais serviços já receberam adicional de 30% do salário base. 

Greve acontece um dia antes de campanha da cartinha de Natal

A tradicional campanha - Papai Noel dos Correios -  deste ano será lançada nesta sexta-feira (14), um dia antes do início da paralisação dos funcionários. A ação é desenvolvida há 25 em todo o Brasil e contempla crianças em situação de vulnerabilidade social, que escrevem ao Papai Noel, além de estimular a solidariedade da população e dos funcionários dos Correios.



Fonte: CBN Ribeirão - 14/11/2014