CRISE da Itália

"Papa Francesco disse:" Vamos abrir as portas para aqueles que precisam. "Aqui, os necessitados chegaram e abriram as portas por conta própria, nós começamos esta igreja." Eles não têm casa, sem emprego e são citados Papa Bergoglio: são trinta pessoas no sábado, o dia da ocupação, eles escolheram São Cirilo de Alexandria como seu novo lar. Entre edifícios e hotéis, uma igreja é o excesso na turnê tsunami dos movimentos para o direito à moradia.

 

Tor Sapienza, chiesa abbandonata
occupata da 30 persone senza casa

Sono alcune famiglie che rivendicano il diritto all'abitare. Senza lavoro e senza dimora, ricordano le parole di papa Francesco: "Ha detto 'apriamo le porte ai bisognosi'. Noi lo abbiamo fatto da soli"

"Papa Francesco ha detto 'Apriamo le porte ai bisognosi'. Ecco, i bisognosi sono arrivati e si sono aperti da soli le porte, abbiamo cominciato da questa chiesa". Non hanno una casa, sono senza lavoro e citano Papa Bergoglio: sono una trentina di persone che sabato, nella giornata delle occupazioni, hanno scelto san Cirillo Alessandrino come loro nuova dimora. Tra palazzi e hotel, anche una chiesa è finita nello tsunami tour dei movimenti per il diritto all'abitare.

(Tradução)"Papa Francesco disse:" Vamos abrir as portas para aqueles que precisam. "Aqui, os necessitados chegaram e abriram as portas por conta própria, nós começamos esta igreja." Eles não têm casa, sem emprego e são citados Papa Bergoglio: são trinta pessoas no sábado, o dia da ocupação, eles escolheram São Cirilo de Alexandria como seu novo lar. Entre edifícios e hotéis, uma igreja é o excesso na turnê tsunami dos movimentos para o direito à moradia."

Un tempo, lì, c'erano i sacerdoti francesi del Sacro cuore. Abbandonata da un annetto nel quartiere Tor Sapienza, nella periferia est della Capitale, la chiesa di san Cirillo Alessandrino ospita oggi alcune famiglie guidate dal gruppo della Ram, la 'Resistenza abitativa metropolitana', che da un paio di anni si batte a Roma per il diritto alla casa. Nello stesso edificio, oltre alla chiesa vera e propria, ci sono anche alcune stanze adibite a uffici e a canonica, con tanto di bagni. I preti che vi risiedevano sono andati via e la struttura (probabilmente sconsacrata) è tornata al vicariato, perché nel vicino viale Morandi è stata costruita un'altra chiesa con lo stesso nome.

(tradução) "Ao mesmo tempo, houve padres franceses do Sagrado Coração. Abandonado por um ano no bairro Tor Sapienza na periferia leste da capital, a igreja de São Cirilo de Alexandria é agora o lar de algumas famílias lideradas pelo grupo de Ram, o "viver resistência subterrânea", que por um par de anos vem lutando contra a Roma para a direito à moradia. No mesmo edifício, além da própria igreja, há também algumas salas utilizadas como escritórios e reitoria, com muitas casas de banho. Os sacerdotes que moravam lá se foram ea estrutura (provavelmente deconsecrated) é retornado para a casa paroquial, porque no próximo Avenue Morandi foi construída outra igreja com o mesmo nome."

All'interno dell'edificio ci sono ancora luce e acqua, qualche materasso e altre tracce lasciate da chi è entrato, prima di queste famiglie, in cerca di riparo. Quasi tutti i nuovi inquilini di san Cirillo abitavano proprio a Tor Sapienza, prima di perdere il lavoro e quindi la casa. Marco, fino a un anno fa, faceva il fabbro: "Poi l'officina non aveva più lavoro. Io ho pagato l'affitto

(Tradução) "No interior do edifício ainda há luz e água, alguns traços de colchões e outros deixados por aqueles que vieram antes dessas famílias que procuram abrigo. Quase todos os novos inquilinos de São Cirilo viveu apenas Tor Sapienza, antes de perder o emprego e depois a casa. Marco, até um ano atrás, era um ferreiro: "Então, a oficina não tinha mais trabalho. Paguei o aluguel"

 

 finché ho potuto - racconta - ma poi è arrivato lo sfratto e sono andato a dormire per strada". Carlo, barba e capelli bianchi, ha perso il lavoro da 1000 euro, poi anche i lavoretti da 600-700 e così pure la rata del mutuo che aveva acceso è diventata troppo alta. Per loro parla Omero, uno dei fondatori della Ram: "Dal Vaticano non ci aspettiamo niente né chiediamo. Ma Papa Francesco ha detto 'Apriamo le porte ai bisognosi'".


(tradução) "Desde que eu poderia - diz ele -, mas, em seguida, veio a expulsão e eu fui dormir na rua "Charles, cabelos brancos e barba, ele perdeu o emprego a partir de 1000 euros, então também as tarefas para 600-700 e assim é a taxa de. hipoteca que tinha acendido tornou-se demasiado alta Homero fala para eles, um dos fundadores da Ram:. "Desde o Vaticano não espere nada nem perguntar. Mas Papa Francesco disse: 'Vamos abrir as portas para os mais necessitados"