Horário de verão termina amanhã à meia-noite (15 de fevereiro).

No ano passado, economia foi de 4,6% nos horários de pico, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico

14 de fevereiro de 2014 | 2h 05

Laura Maia de Castro, Elder Ogliari e Mônica Reolom - O Estado de S.Paulo

Após 119 dias, termina neste sábado, 15, à meia-noite, o horário de verão nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Os relógios devem ser atrasados em uma hora. O objetivo do horário diferenciado é reduzir o consumo de energia, aproveitando a luz natural, sobretudo entre 18 e 21 horas.

No ano passado, o horário de verão permitiu uma economia de 4,6% nos horários de pico, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico. Um balanço dos números deste ano, em que o baixo nível dos reservatórios, sobretudo no Sudeste, preocupa, deve ser divulgado nos próximos dias.