O governo francês acaba de lançar o programa FUN (France Université Numérique, ou França Universidade Digital).

9 DE OUTUBRO DE 2013
A plataforma FUN aumenta o acesso dos estudantes ao ensino à distância em parceria com várias universidades.
A plataforma FUN aumenta o acesso dos estudantes ao ensino à distância em parceria com várias universidades.
AFP PHOTO / THOMAS SAMSON
Silvano Mendes

Uma plataforma gratuita reúne as formações a distância já existentes e incentiva a criação de novos dispositivos. A iniciativa visa recuperar o atraso do país, onde os cursos online estão presentes em apenas 3% das universidades, contra 80% nos Estados Unidos.

De acordo com a ministra francesa do Ensino Superior, Geneviève Fioraso, “essa é a primeira vez que uma iniciativa no âmbito nacional” é lançada. Ela espera aumentar o número de estudantes com diploma universitário no país, dos 40% atuais para 50%. Já Matthieu Cisel, pesquisador da Escola Nacional Superior especialista em MOOC (sigla para Massive Open Online Courses, ou cursos massivo on-line e abertos), lembra que o ensino a distância não deve ser visto como um concorrente do modelo convencional da sala da aula, e sim como um complemento. Ele também ressalta que, com o FUN, os franceses podem se aproximar dos Estados Unidos, onde sistemas como Udacity ou edX, pioneiros do setor no país, estão entre os líderes desse tipo método de aprendizagem.

No Brasil, desde que as primeiras apostilas foram enviadas pelo correio em 1900, o ensino à distância nunca mais parou, principalmente nos últimos anos, com a popularização da internet.