Ex-diretor do DER de Araraquara é citado nas delações da Lava Jato

Ex-diretor do DER de Araraquara é citado nas delações da Lava Jato

Mário Augusto Fattori Boschiero está viajando e não foi encontrado para se defender

Agentes públicos do Departamento de Estradas de Rodagem , (DER), foram citados nas delações de ex-executivos da Odebrecht, divulgada essa semana.

As acusações tem a ver com a execução da obra de ampliação e melhoria da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), que liga Araraquara a Jaú, passando pelas cidades de Boa Esperança do Sul, Trabiju, Dourado e Bocaina. O esquema teria existido entre 2005 e 2008.

Segundo o Ministério Público, os colaboradores do Grupo Odebrecht teriam realizado pagamentos a agentes públicos vinculados ao Departamento de Estradas e Rodagens do Estado de São Paulo, no contexto da execução da obra da Rodovia SP-225, no Município de Araraquara/SP, entre os anos de 2005 e 2008.

Roberto Cumplido informa a existência de acordo de mercado, tendo posteriormente recebido pedido de pagamento de vantagem indevida por Mário Rodrigues Júnior e Mário Augusto Fattori Boschiero, nos percentuais, respectivamente, de 4% e 1% do valor dos contratos. A suposta propina era para evitar entraves contratuais, sendo que, a partir de 2007, 4% do valor do contrato teriam sido pagos a Júlio Astolphi, então Diretor de Engenharia do DER de São Paulo.

O que dizem os citados

Nós tentamos contato com Mário Boschiero, que continua trabalhando no DER, mas não conseguimos. À EPTV, seu filho disse que ele estaria viajando e não poderia falar sobre o assunto. Os demais envolvidos também não foram localizados.

ACidade ON - Araraquara

A Odebrecht se manifestou por meio de nota pede desculpas, disse que colabora com a Justiça, reconhece seus erros e “assinou um Acordo de Leniência com as autoridades brasileiras e da Suíça e com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e está comprometida a combater e não tolerar a corrupção em quaisquer de suas formas", conclui o texto.