DROGAS, um mal que cresce na cidade de São Paulo

Haddad considera 'lamentável' ação da Polícia Civil na Cracolândia

Prefeito disse que secretário municipal de segurança urbana presenciou e foi vítima de 'ação não pactuada'

23 de janeiro de 2014 | 20h 09  -   Artur Rodrigues - O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - Em coletiva na tarde desta quinta-feira, o prefeito Fernando Haddad (PT), classificou a ação da Polícia Civil na Cracolândia como "lamentável". "Todas as ações têm sido pactuadas. Essa ação não foi pactuada com o governo municipal. Se tivéssemos tomado conhecimento, não concordaríamos com a maneira como foi procedido", afirmou.

De acordo com Haddad, o secretário municipal de segurança urbana, Roberto Porto "não só presenciou como foi vítima de uma ação repressiva e não pactuada", disse. "Os agentes do município estão sendo convocados, porque estão em choque com o que aconteceu". O prefeito ainda afirmou que ligou para o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para expor a situação.

Repressão. Na tarde desta quinta-feira, policiais do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), da Policia Civil, fizeram uma operação nesta quinta-feira, 23, sem comunicar a Prefeitura nem a Polícia Militar, na Cracolândia, região central de São Paulo, palco da Operação Braços Abertos, aposta do prefeito Fernando Haddad para reabilitar os dependentes de crack.