Dilma Rousseff sobrevoa regiões atingidas por temporais em Minas Gerais.

Edição do dia 27/12/2013       Ismar Madeira

Belo Horizonte

27/12/2013 14h05 - Atualizado em 27/12/2013 14h05   -

 

Dezoito pessoas já morreram no estado só no mês de dezembro.
A situação é mais grave em Virgolândia, onde um córrego transbordou.

 
 
 
 

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou, nesta sexta-feira (27), a região mais atingida pelos temporais em Minas Gerais. Em dezembro, 18 pessoas já morreram no estado e duas estão desaparecidas.

Dilma deixou Aratu, na Bahia, onde passava férias para sobrevoar o estado. Ela chegou aGovernador Valadares, no leste de Minas Gerais, por volta de 10hs. Depois do voo, a presidente se reuniu com o ministro da Integração Nacional, Francisco José Teixeira, e com o governador do estado, Antônio Anastasia.

Após a reunião, Dilma anunciou que todos o municípios mineiros que decretaram situação de emergência ou de calamidade pública por causa da chuva em dezembro vão ser ajudados. Elas vão receber um cartão de compras de emergência. A presidente não falou em valores, mas disse que eles serão acompanhados e fiscalizados pelo Governo Federal. Os municípios vão receber kits de limpeza e também um kit saúde, com medicamentos.

Em Mantena, cerca de 2,4 mil pessoas tiveram que sair de casa. Os moradores ainda tentam limpar a cidade e contar os prejuízos da inundação de quarta-feira (25).

A situação mais grave é em Virgolândia, no leste do estado. O córrego que atravessa a cidade transbordou durante a noite e subiu cerca de três metros. Nas casas próximas ao córrego, as famílias tiveram que sair pelo telhado. Seiscentas e cinquenta pessoas estão desabrigadas ou desalojadas.

Segundo a Defesa Civil, um corpo foi encontrado e duas pessoas estão desaparecidas, mas o número pode ser maior e há a possibilidade de mortos.

Em Belo Horizonte, começaram as obras de emergência em uma rua da zona sul da cidade, onde o asfalto cedeu e três prédios residenciais foram interditados. Dezesseis famílias tiveram que deixar os apartamentos.