COMEÇA OBRA DE RESTAURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO PARANAÍBA NA BR-050/MG

COMEÇA OBRA DE RESTAURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO PARANAÍBA NA BR-050/MG

 

INFRAESTRUTURA
Obra de restauração de ponte na BR-050/MG é iniciada
Concessões
Ponte fica situada na divisa entre os estados de Goiás (quilômetro 314 da BR-050) e Minas Gerais (km 0 da BR-050)

Os trabalhos de recuperação da ponte sobre o rio Paranaíba, na BR-050/MG, serão iniciados nesta quarta-feira (11) na divisa dos estados de Goiás (km 314 da BR-050) e Minas Gerais (km 0 da BR-050). A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já havia autorizado a obra emergencial de recuperação de dois tubulões da fundação da Ponte Wagner Estelita Campos.

O problema foi observado após inspeção subaquática feita por empresa especializada nas bases dos tubulões da fundação da ponte, em novembro do ano passado, que constatou um desconfinamento das bases de dois tubulões, problema que afeta a segurança estrutural da ponte.

Para garantir a segurança dos usuários que trafegam pelo local e possibilitar a execução da obra, a concessionária responsável pelo trecho, MGO Rodovias, proibiu o tráfego de veículos com peso superior a 36 toneladas de Peso Bruto Total sobre a ponte, desde 19 de novembro de 2014, contando com o apoio e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O projeto executivo de recuperação da obra foi concluído e a MGO elaborou um cronograma de atividades para sua execução em conjunto com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Dessa forma, ficou acordado que a Usina Hidroelétrica de Emborcação, construída e operada pela CEMIG e que está localizada a 11,5 quilômetros à montante da Ponte Wagner Estelita Campos, irá operar em regime especial de vazão nos períodos noturnos e finais de semana, propiciando as condições necessárias às atividades subaquáticas, que serão feitas a 14 metros de profundidade e devem estar concluídas em cinco semanas.

A restrição de tráfego sobre a ponte vai perdurar até a conclusão da obra de recuperação e serão mantidas as placas de regulamentação e advertência nas cabeceiras da ponte (sentido sul e norte) e em pontos estratégicos da BR-050. Os usuários também estão sendo informados por meio da Central de Atendimento 0800 940 0700.

Concessão 

Com 436,6 quilômetros de extensão, a BR-050/GO/MG foi concedida para iniciativa privada com o objetivo de exploração da infraestrutura, em 8 de janeiro de 2014, pelo período de 30 anos. A licitação fez parte da 3ª etapa do programa de concessões rodoviárias.

Fonte:
Agência Nacional de Transportes Terrestres

 

 

 

11/03/2015

Os trabalhos de recuperação da ponte sobre o Rio Paranaíba, na BR-050/MG, iniciam hoje (11/3) na divisa dos estados de Goiás (km 314 da BR-050) e Minas Gerais (km 0 da BR-050). A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já havia autorizado a obra emergencial de recuperação de dois tubulões da fundação da Ponte Wagner Estelita Campos.

O problema foi observado após inspeção subaquática feita por empresa especializada nas bases dos tubulões da fundação da ponte, em novembro do ano passado, que constatou um desconfinamento das bases de dois tubulões, problema que afeta a segurança estrutural da ponte.

Para garantir a segurança dos usuários que trafegam pelo local e possibilitar a execução da obra, a concessionária responsável pelo trecho, MGO Rodovias, proibiu o tráfego de veículos com peso superior a 36 toneladas de Peso Bruto Total sobre a ponte, a partir de 19 de novembro de 2014, contando com o apoio e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O projeto executivo de recuperação da obra foi concluído e a MGO elaborou um cronograma de atividades para sua execução em conjunto com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Dessa forma, ficou acordado que a Usina Hidroelétrica de Emborcação, construída e operada pela CEMIG e que está localizada a 11,5 quilômetros à montante da Ponte Wagner Estelita Campos, irá operar em regime especial de vazão nos períodos noturnos e finais de semana, propiciando as condições necessárias às atividades subaquáticas, que serão feitas a 14 metros de profundidade e devem estar concluídas em cinco semanas.

A restrição de tráfego sobre a ponte vai perdurar até a conclusão da obra de recuperação e serão mantidas as placas de regulamentação e advertência nas cabeceiras da ponte (sentido sul e norte) e em pontos estratégicos da BR-050. Os usuários também estão sendo informados por meio da Central de Atendimento 0800 940 0700.

Concessão – A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), criada em 2001, regula e fiscaliza a exploração de infraestrutura e prestação de serviços de transporte terrestre, inclusive contratos já celebrados antes da sua criação, resguardando os direitos das partes e o equilíbrio econômico-financeiro dos respectivos acordos.

Com 436,6 quilômetros de extensão, a BR-050/GO/MG foi concedida para iniciativa privada com o objetivo de exploração da infraestrutura, em 8 de janeiro de 2014, pelo período de 30 anos. A licitação fez parte da 3ª etapa do programa de concessões rodoviárias.

Fonte: ANTT/MGO