Centrais abrem em março jornada de lutas contra MPs

Centrais abrem em março jornada de lutas contra MPs

Reunião da CTB, CGTB, CUT, UGT, NCST, FS e CSB nesta quinta-feira (12), na sede do Dieese, em São Paulo, definiu para março a jornada de lutas contra as MPs 664 e 665, que restringem direitos e garantias dos trabalhadores.   


No dia 2 de março as manifestações acontecerão nas Superintendências Regionais do Trabalho (DRTs) em todo o país. Na quarta-feira, 18 de março, semana em que deve acontecer a votação das Medidas Provisórias na Câmara, a mobilização será em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. 


Na pauta dos protestos também está a luta contra o PL 4330 que prevê a ampliação da terceirização, o que precariza os direitos do trabalhador, e que deverá estar em tramitação na Câmara. As MPs 664 e 665, que estão no centro de toda a polêmica, alteram regras na concessão de benefícios previdenciários e trabalhistas como seguro-desemprego, pensão por morte, abono salarial, seguro-defeso (para pescadores) e auxílio-doença.



Fonte: Portal CTB - 13/02/2015