Câmaras coletam assinaturas contra concessão da SP-257 dA ASSESSORIA DA DEPUTADA MARCIA LIA

Câmaras coletam assinaturas contra concessão da SP-257 dA ASSESSORIA DA DEPUTADA MARCIA LIA

 As câmaras das cidades de Américo Brasiliense, Santa Lúcia e Rincão estão coletando assinaturas contra a concessão da rodovia Aldo Lupo (SP-257), prevista no pacote chamado rodovias dos Calçados. O abaixo-assinado é um encaminhamento de audiência pública realizada por Marcia Lia (PT), em março, em Américo. Também as câmaras das três cidades encaminharam moção de repúdio ao governo do Estado declarando insatisfação com a inclusão da SP-257 no pacote. “Não dá para acreditar que vão concessionar uma rodovia e fazer melhorias tirando dinheiro de outras praças de pedágios. Ou não serão feitas melhorias – e então não se justifica a concessão – ou não procede a informação de que não haverá pedágio na SP-257. Não queremos essa concessão e não vamos aceitar um pedágio que prejudica os moradores da microrregião de Araraquara”, afirma a deputada. O abaixo-assinado pede a suspensão da concessão da rodovia SP-257 no pacote rodovias dos Calçados, que vai de Franca a Itaporanga e deve ter os envelopes abertos no dia 25/4. A justificativa é que a concessão e as consequências dela prejudicariam diretamente a vida de pelo menos 58 mil moradores das cidades de Américo, Rincão e Santa Lúcia. Além disso, ressalta que a rodovia foi incluída no lote sem discussão com a comunidade. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) alega ter realizado cinco audiências públicas sobre o lote, inclusive em Araraquara, mas a deputada nunca foi convidada ou notificada das audiências. marcialia@al.sp.gov.