AGRICULTOR CRIA SISTEMA QUE CAPTA ATÉ 400 MIL LITROS DE ÁGUA DA CHUVA

AGRICULTOR CRIA SISTEMA QUE CAPTA ATÉ 400 MIL LITROS DE ÁGUA DA CHUVA

20/04/2015

Do G1 Itapetininga e Região

 

O agricultor Roberto Furuia, dSão Miguel Arcanjo (SP), implantou na propriedade um sistema que capta até 400 mil litros de água da chuva. O investimento rendeu economia, já que toda água usada para a irrigação agora vem do reservatório. “O principal insumo da agricultura é a água, de uma cultura praticamente 90% é água, então sem ela não produz. Por isso implantamos esse sistema”, explica.

A água da chuva escorre pelo telhado, passa pelas calhas, desce pelo cano até a caixa de água. Depois é levada a esta cisterna que concentra aproximadamente os 400 mil litros. Para molhar as plantas, a água é bombeada para outro reservatório.

Na propriedade são cultivados pimentões em uma área de 2 mil metros quadrados. Para que possam ter um bom desenvolvimento precisam ser irrigados periodicamente. E o desperdício é evitado até nesta hora, além de usar água da chuva, o sistema faz a irrigação por gotejo, quando a água cai diretamente na raiz da planta. “O sistema de irrigação é por gotejo, a gota espalha umidade por dentro da terra, expande”, afirma Roberto.

Além de diminuir gastos, o reaproveitamento da água traz benefícios ao meio ambiente. Isso porque, de acordo com a Organização das Nações Unidades (ONU), o setor da agricultura é o maior responsável pelo consumo mundial de água: 70%, sendo a maior quantidade gasta na irrigação. Enquanto as indústrias e empresas consomem 20% dos recursos hídricos, e o doméstico apenas 10%.

Sistemas de reaproveitamento de água não são implantados apenas em propriedades rurais. Indústrias da região também tentam economizar e contribuir com o meio ambiente. Em uma fábrica da cidade, por exemplo, um sistema foi implantado em um barracão de 11,5 mil metros quadrados.

Agricultor inova com sistema de captação de água da chuva (Foto: Reprodução/TV TEM)Agricultor inova com sistema de captação de água
da chuva (Foto: Reprodução/TV TEM)

A água passa pelas calhas de captação, depois pela tubulação até chegar aos reservatórios. Do total, 20 mil litros de água são destinados a limpeza e lavagem dos veículos da empresa. Outros 35 mil litros para a o uso em banheiros e 130 mil ficam a disposição para o combate a qualquer tipo de incêndio.

O projeto de captação de água foi implantado há dois anos. São 13 reservatórios que acumulam 185 mil litros. Segundo a empresa, a economia mensal é de 65%. “O resultado alcançou todas as expectativas da empresa. Hoje acho que todos devem ter a conscientização de preservação dos recursos naturais”, ressalta o supervisor da fábrica Adilson Machado Vaz.